• Lara Rovere

A dor do parto

Atualizado: 19 de Mar de 2019

Alguém chamou de parto natural. Certamente alguém que não pariu. Ou alguém que pariu, mas já esqueceu como dói parir. Para não esquecer ou mandar para a puta que pariu todos aqueles que disseram “calma, Lara!”, escrevo. Assim, celebro a dor de um novo parto. Natural o escambau! Expelir cada uma dessas palavras, até chegar à quinquagésima, me custa muito. Horas de sono. De um escreve-apaga sem fim. Constante. Feito o inspira-expira que ensinam na yoga para gestantes. - Doutora, pelo amor de Deus, me diz que já tá na hora de nascer! - Tá nada! Ainda faltam alguns centímetros de dilatação. - Professora, são quantos caracteres mesmo? Falta um bocado. Quanto não sei. Acho até que prefiro assim. Às vezes, o não saber é uma bênção, tipo quando eu não sabia se o que escrevia era crônica ou não. Conseguirei agora gestá-la? Saberei criá-la? Que cuidados hei de ter? Ouvirei muitos palpites? Força, mulher! O que a vida quer da gente é coragem, já dizia Guimarães. Chamo assim, com intimidade, para que eu absorva seu conselho e me vista de valentia, além dessa bata verde de hospital. Lembro-me do meu pai, que já não está mais aqui para ler e ver e se emocionar com essa nova criatura em carne e osso e lápis e papel. Lágrima. Água quente do chuveiro. Bola. Cadeira. Cama. Agacha. Senta. Levanta. Vômito. Diárreia. Chuveiro de novo. Dor. Pausa. Dor. Pausa. Inspira. Expira. Inspiração. Criação divina. Luz. Luiza.  Útero. Visceras. Coração. Corta o cordão! Lê em voz alta! Pronto, ela não é mais minha. É do mundo.

50 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Tua casa, minha luz

Filha, um filme me disse que amor é uma casa com luzes bonitas e gente feliz dentro. A nossa precisa de uma reforma no luminotécnico. Tem um piso de granito cinza com bolinhas pretas que não ajuda mui

Pó de pirlimpimpim

Infância. Essa palavra, por si só, me remete a tantas histórias, cheiros, afetos, brincadeiras e lembranças que fica até difícil organizá-las aqui, nesta folha em branco.  Mas, mais uma vez, são as

 

©2018 by Lareando. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now